top of page
Buscar
  • Foto do escritorAscom Sintesam

Técnicos Administrativos em Educação aprovam reajustes em benefícios e reafirmam greve em assembleia


Momento em que os servidores aprovaram a continuidade da greve em assembleia. Foto: Bruno Tadeu


Servidores Técnicos Administrativos em Educação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) reafirmaram, durante assembleia na manhã desta terça-feira, 16/4, a condição de greve em reivindicação por reestruturação de carreira e reajuste salarial. A categoria aguarda para sexta-feira, 19/4, uma contraproposta do Governo Federal, que indicou tratar dos reajustes de acordo com cada carreira e não mais de forma generalizada.


A assembleia ocorreu de forma híbrida, com presença dos trabalhadores no Hall Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), Minicampus da UFAM. Entre informes e encaminhamentos da semana anterior, os servidores discutiram propostas de reajustes do benefícios auxílio alimentação, de R$ 658 para R$ 1 mil; subsídio per capta saúde suplementar, que sofreria um reajuste médio de 51%; e auxílio creche, com proposta de aumento de R$ 321 para R$ 484,90. Elas foram aprovadas por unanimidade.


O Comando Local de Greve (CLG) destacou ainda que colegas servidores da Educação viajaram para Brasília, onde cumprirão agenda de mobilização para pressionar o governo por atendimentos às pautas da categoria.


Apesar do aceite do reajuste de benefícios, a categoria reafirmou a continuidade do movimento paredista em busca da reestruturação da carreira e reajuste de salário ainda em 2024, aprovando por unanimidade a continuidade da greve. Nesta quinta-feira, 18/4, os servidores se reúnem novamente em assembleia temática de greve, a partir das 9h, novamente no Hall da FCA.

Comments


bottom of page