Buscar
  • Ascom Sintesam

NOTA DE REPÚDIO



O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas (Sintesam) vem a público manifestar total repúdio contra a decisão publicada na Portaria Nº 94, do Gabinete da Reitoria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).


No documento, publicado nesta sexta (14), a Ufam determina “a suspensão das atividades práticas presenciais, pelo prazo de 30 (trinta) dias, pertinentes às áreas de ensino, pesquisa e extensão”.


Entretanto, a Portaria determina que “as atividades administrativas sejam realizadas de modo presencial e restrito, no prazo acima especificado, dentro de cada especialidade, devendo-se utilizar o sistema de escala rotativa, que possam garantir o atendimento básico em cada setor, complementadas pelo trabalho em home office”.


O Sintesam repudia a decisão discriminatória contra os(as) TAEs, uma vez que estes(as) devem continuar trabalhando presencialmente de forma escalonada enquanto as demais atividades presenciais estarão todas suspensas.


Nesta semana, por duas vezes oficializamos a Reitoria sobre o momento crítico pelo qual estamos passando, com o aumento no número de casos de Covid-19. Várias instituições estão suspendendo os trabalhos presenciais e retornando às atividades remotas.


Manter o trabalho presencial apenas para uma categoria é uma ação discriminatória, que desrespeita a vida de servidores(as) e de suas famílias. Por isso, o sindicato está avaliando as ações cabíveis para impedir esse descaso.


O Sintesam convoca os(as) servidores(as) que puderem acompanhar reunião que ocorre neste sábado (15), às 9h, na sede do sindicato - respeitando todas as recomendações sanitárias (também com participação virtual) -, na qual serão definidas as providências a serem adotadas com orientação jurídica.


Vamos nos unir e lutar contra esse desrespeito à categoria.



Comissão Diretiva do Sintesam