Buscar
  • Ascom Sintesam

SINTESAM: 31 ANOS DE LUTA


“Aos oito dias do mês de fevereiro do ano de mil novecentos e noventa e um, às quinze horas, no Centro de Convivência da Universidade do Amazonas no Campus Universitário, reuniram-se em Assembleia Geral, [...], os trabalhadores do ensino superior do Estado do Amazonas, para deliberar sobre a seguinte pauta: a) Fundação do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior; b) Discussão e aprovação dos Estatutos; c) Eleição e posse da Diretoria provisória; d) Filiação a uma Central Sindical; e) Filiação à FASUBRA – Federação das Associações e Sindicatos das Universidades Brasileiras”.


E, assim, estava fundado o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas (SINTESAM).


O texto acima é um trecho da primeira ata registrada na instituição. Mas a história da fundação do sindicato começou bem antes. A ideia surgiu a partir da promulgação da Constituição Federal, de 05 de Outubro de 1988, quando os trabalhadores do ensino superior conquistaram o direito de se organizar sindicalmente, o que era proibido até então.


A primeira Diretoria provisória foi formada pela única chapa apresentada na Assembleia Geral. Carlos Augusto Gomes de Almeida foi o primeiro presidente do Sintesam, acompanhado do vice-presidente Ilton da Silva Pereira.


Na Secretaria, foram eleitos Luiz Carlos Carvalho Sena, como Secretário Geral, e Maria Nilba Couto, como Primeira Secretária. Luciene Vasconcelos Reis ficou como Tesoureira Geral e Sebastião Carlos Cabral como Primeiro Tesoureiro. As demais pastas ficaram assim: Diretoria de Formação Sindical: Arminda Rachel Mourão. Diretor de Assuntos Intersindicais: Francisco Viana do Nascimento. Diretor de Imprensa e Comunicação: Alôncio de Oliveira. Diretor de Administração, Patrimônio e Informática: Glaycon Chateaubriand da Silva. Diretor de Cultura, Esportes e Lazer: Antônio César Castro da Costa. Diretor de Assuntos Jurídicos: Aminadabe Pereira da Silva. Diretor de Assuntos do Trabalhador: Adamir de Melo Amaral. Naquele mesmo ano, a Diretoria Executiva deu início ao processo de solicitação de filiação à Fasubra.


Hoje, 31 anos depois, o sentimento de luta é o mesmo no sindicato. A entidade segue trabalhando na defesa dos direitos dos trabalhadores em geral, focando na categoria representada pela entidade. Já foram muitas lutas e conquistas a favor dos(as) trabalhadores(as) do ensino superior do Amazonas.